Ir até a concessionária era o meu primeiro compromisso da manhã de segunda-feira. Bom poder contar com um ótimo atendimento sempre! Conversa vai, conversa vem e acabei esquecendo a cadeirinha infantil na grama externa do estabelecimento. Horas depois, decidi retornar ao local para procurá-la. Meio desesperançosa, perguntei para algumas pessoas a respeito do objeto esquecido. Então, surge o funcionário Diogo Medeiros:

“- Olá! Você é a dona da cadeirinha? Eu achei na grama sim! Mas fique tranquila. Mandei lavar porque pensei: O dono vai voltar, e quando voltar já entrego limpa e higienizada”.

Um gesto tão singelo expressa o nível de excelência que algumas pessoas se encontram… passando longe da linha da mediocridade, presente em todos os níveis sociais.

Além de escrever o texto, sinto-me motivada a parabenizar não só Diogo, mas também o ‘maestro’ da afinada equipe, Danilo Carvalho!
Não é à toa que receberam o título de melhor Concessionária BMW do Brasil em 2017. 🚘

Já dizia o saudoso Peter Druker: “A melhor coisa que uma empresa pode fazer é treinar e desenvolver seus colaboradores e nunca mais perdê-los”.

Encerro com uma parábola, muito apropriada para a situação. Quantos Danilos, Jucas e Josés nos deparamos no nosso cotidiano!?

🍍🍍🍍🍍🍍🍍🍍🍍🍍🍍🍍
A PARÁBOLA DO ABACAXI

Um funcionário estava irritado porque um jovem contratado há pouco tempo foi indicado pelo patrão para uma vaga à qual o antigo empregado pleiteava. Então, ele procura o patrão para fazer uma reclamação:

“Chefe, tenho trabalhado durante anos com toda a dedicação, só que me sinto injustiçado. O Juca está conosco há somente três anos, e já ganha mais do que eu! Além de ter sido promovido para um cargo superior ao que exerço aqui”.

José, foi muito bom você ter vindo aqui. Antes de tocarmos neste assunto, tenho um problema para resolver e gostaria de sua ajuda. Quero oferecer frutas de sobremesa aos nossos funcionários. Aqui na esquina tem uma quitanda. Por favor, vá até lá e verifique se eles têm abacaxi.
Relutante e um tanto indignado pelo estranho pedido, o funcionário foi e voltou quase uma hora depois, pois havia aproveitado para fumar, tomar café na padaria da esquina e conversar com conhecidos que passavam.

– E aí José? Me conte sobre o abacaxi, indagou o chefe.

– Verifiquei como o senhor mandou. O moço tem abacaxi.

– E quanto custa?

– Isso eu não perguntei, não.

– Eles têm quantidade suficiente para atender a todos os funcionários?

– Isso também eu não perguntei.

– Muito bem, José. Sente-se ali e aguarde um pouco.

O patrão pegou o telefone e mandou chamar Juca. Deu a ele a mesma orientação que dera a José.

Retornando este, em menos de quinze minutos, foi interrogado pelo patrão:

– E aí? A quitanda tem abacaxi?

O funcionário respondeu:
– Eles têm abacaxi sim! Tem o abacaxi pérola e o Havaí. São de ótima qualidade! Há quantidade suficiente para o nosso pessoal. Cada abacaxi é vendido a R$4,99 mas como eu disse que a compra seria grande, eles me deram 15% de desconto. Além de abacaxi, há também outras frutas: banana e mamão a R$3,99 o quilo, o melão R$4,80 a unidade e a laranja R$30,00 o cento. Lembrando que o horário de entrega é até às 15h. Dei meu cartão e fiquei com o contato dele. Conforme o senhor decidir, ligo pra ele e confirmo a encomenda”.

Agradecendo as informações o patrão dispensou-o. Volta-se para o funcionário mais antigo e pergunta qual era o assunto do qual este queria tratar. O funcionário responde que não era importante e se retira, tendo aprendido uma valiosa lição.

Ana Karina Paganini
@amoranaoeframboesa

#atendimentodeexcelencia #carro #automovel #bmwbarigui #bmw #maringa#barigui #concessionaria

#paraboladoabacaxi #oabacaxi #excelenciasim#mediocridadenao