DiversosEnquanto muitos caçam Pokemon, eu caco índios.

Enquanto muitos caçam Pokemon, eu “caço” índios…

Deus me ensinou a amar esse povo ( meu coração era endurecido pra eles…), e desde o início do ano abracei esse ministério.
Sempre saio de casa “caçando” meus curumins pelos semáforos… Coloco sempre no carro algo para abençoá-los.
Nossa alegria é fervorosa quando os avistamos: Gritamos em uníssono -“olha os índios!” , como quem ganha na loteria!
E quando aqueles doces curumins surgem com suas cestas coloridas, o nosso coração se emociona! Recebem um lanchinho, um brinquedo, uma roupa… É emocionante ver a pureza de uma criança, às vezes desde cedo tentando um comprador pra sua cesta, com a barriga vazia e a coragem de um menino. Vítimas do sistema, exploradas, marginalizadas socialmente, mas antes de tudo… Crianças…simplesmente inocentes…
Hoje não pude conter as lágrimas e dizer! Obrigada Jesus por essa segunda-feira tão abençoada, em que muitos reclamam por ter que levantar, trabalhar, viver… eu posso me levantar e dizer: Deus é fiel! E eu posso compartilhar o amor de Cristo nas pequenas atitudes do dia a dia.
Este , assim como muitos outros, continuará sendo meu ministério SILENCIOSO, como Jesus ordena. Sei que a minha mão direita não precisa Saber que a esquerda ajudou, e nem preciso fazer alarde…
Mérito e palmas pra mim? De jeito algum… O meu desejo é que o amor seja nosso alvo❤, e frisar que o seu pouco pode ser o ‘tudo’ de muitos… Que possamos amar nosso próximo como a nós mesmo!
Que toda honra seja dada a Jesus e que somente Ele seja o nosso Centro! E a nossa motivação!