DiversosPalestra Dr. Bactéria

Palestra Dr. Bactéria

O Dr. Bactéria, como é conhecido nacionalmente o biomédico Roberto Figueiredo, realizou uma palestra no teatro Marista de Maringá em 11/04/2016. E apresentou verdadeiros desafios para o senso comum.

– Não lavar as carnes debaixo da torneira: A contaminação que existe vai aumentar porque a água contribui para facilitar a entrada das bactérias- informou Dr. Bactéria  à plateia.

– Também não se deve lavar o arroz branco, retirando toda a camada de amido que o envolve.

– Não Ignorar as formigas. Você provavelmente não se importaria se encontrasse uma formiguinha em cima do seu bolo, não é? Mas, e se fosse uma barata? Você comeria? Pense bem… as formigas carregam baratas mortas e são tão sujas quanto! Elas são consideradas até maiores agentes transmissores de bactérias do que a própria barata. O destino de alimentos com formiga é a lata de lixo.

–  Armazenagem de ovos: as geladeiras do passado possuíam o suporte dos ovos na porta. No entanto, é um erro, pois o balanço da porta e a pouca refrigeração favorecem a deterioração do produto e o ovo vira uma estufa para a criação das terríveis bactérias, responsáveis por boa parte das intoxicações alimentares.

– O Dr. Bactéria condena hábitos diários das donas-de-casa, como arear panela (não se deve lustrá-la por dentro, para não soltar a substância química), armazenar o frasco de vinagre fora da geladeira, usar lixeirinha de pia, usar pregadores de roupa para fechar saquinhos de alimentos, guardar pedaços de legumes ou de frutas na porta da geladeira.

– Oferecer alimentos perecíveis guardados fora da geladeira são um prato de veneno. Guardar a pizza que sobrou fora da geladeira e comer no dia seguinte? Jamais! As pessoas passam mal porque comem comida contaminada, não estragada. O risco é ainda maior porque o alimento não apresenta sinais de contaminação e as pessoas comem mesmo.

-Os alimentos perecíveis devem ser mantidos fora da geladeira por no máximo duas horas. Se ainda estiverem quentes, devem ser levados destampados para refrigeração para que o ar frio circule. Depois, podem ser tampados normalmente. O produto quente não compromete o funcionamento do eletrodoméstico, só faz aumentar o consumo de energia. É preferível pagar mais caro a conta do que pagar com a saúde.

– Furar a lata de leite condensado e utilizá-la várias vezes, fazendo dois buraquinhos, não dá… Abra a lata inteira e passe o leite condensado para um recipiente com tampa e guarde na geladeira.

– Mel não pode ser oferecido para crianças abaixo de 1 ano de idade!  Uma porcentagem da produção de mel é contaminada por uma bactéria chamada clostridium botulino. Os seres humanos desenvolvem anticorpos de defesa contra os microorganismos, mas somente após um ano de idade.

–  Falando em crianças, uma das críticas mais severas feitas pelo professor Roberto foi com relação a experimentar e assoprar a comida dos bebês! Propagação severa de bactérias.

– Pais que beijam a boca dos filhos também estão demonstrando um gesto de total falta de amor e senso, visto que existem bilhões de bactérias na boca humana.

– Ensine seus filhos desde cedo a NÃO compartilhar objetos. Nada de beber no mesmo copo, compartilhar o canudo e dar uma mordida na fruta do amigo.

– Assoprar velinhas de bolo de aniversário é coisa do passado! “O aniversariante assopra e depois os convidados comem um pratinho de bolo com bactérias! As festas são um prato cheio de alimentos ideais para a proliferação de bactérias, porque ficam expostos por um tempo acima do considerado ideal. Pior ainda para os donos das festas, que só têm tempo de comer os quitutes no dia seguinte. E ainda acham que é gostoso… A maioria das pessoas infectadas por salmonela desenvolve diarréia,febre e cólica abdominal entre 12 e 72 horas depois da infecção.

– A cama deve ser arrumada somente duas horas depois de você se levantar, pra não abafar os ácaros e facilitar a proliferação.

– O travesseiro deve ser trocado a cada 2 anos, após essa data, 1/3 dele é composto por  ácaros.

– Após utilizar o vaso sanitário, dar descarga com a tampa fechada.

– Ao beber água no bebedouro de uso coletivo, aperte o botão e conte até dez, deixando a água sair livremente. Só depois beba!

– Espirros: devem ser feitos em lenços de papel descartáveis, ou na dobra interna do cotovelo. Nunca nas mãos. Muito menos fazer tubinho com a mão fechada.

– Além de tudo isso, ainda nos deu ótimos ensinamentos sobre H1n1, mosquitos, dengue, zika e afins.

“Combater velhos hábitos é preciso. Corrigir velhos hábitos pode ser muito mais difícil do que aprender – do começo – a forma correta de fazer as coisas. É preciso jogar no lixo muitos dos conhecimentos adquiridos ao longo da vida para vencer as batalhas diárias contra aqueles seres minúsculos e tão prejudiciais à saúde”. Dr. Bactéria.