DiversosRede Social não é lugar de crianças

Denunciar uma criança com menos de 13 anos

Rede social NÃO É LUGAR PARA CRIANÇAS.
Sou totalmente contra, porque para isso acontecer precisou haver mentira, permissividade, conivência, e falta de bom senso. Por isso não aceito solicitação de amizade infantil.
Está nas regras: “Você não deve usar o Facebook se for menor de 13 anos”. O mesmo vale para Instagram, Pinterest, Snapchat e Twitter. No YouTube, crianças podem assistir, mas apenas adolescentes a partir de 13 anos podem criar um canal. O WhatsApp define limite maior, de 16 anos.

Sei que muitos pais estão cientes da conta dos filhos. Mas é fato que estão ensinando e incentivando um pré-adolescente a mentir e a burlar a leis, mesmo que seja através de ‘acordos’ familiares inapropriados. Se forem cristãos então…. a situação fica mais séria ainda. Pois a conduta dos pais jamais deveria estar fincada nesse tripé.
Resumindo; uma atitude inadmissível.
Regras são regras.
E o que mais vemos ultimamente são pessoas colocando o seu interesse particular, acima do interesse coletivo. Ou seja, os combinados que eu acho certo, acima da regra-mor.

Se o pai de um jovem de 17 anos emprestar o carro para ele sair, seria um absurdo. Certo? Mas quando pais permitem que seus filhos menores de 13 frequentem redes sociais estão fazendo a mesma coisa: burlando regras para benefício próprio e julgando-se capazes de criar as próprias leis.
O que muda é a proporção da relevância, mas a raiz é a mesma.
Não é à toa que a corrupção está impregnada na sociedade… Pois começa lá de baixo…

Penso como Michele Obama, o Facebook não é uma necessidade do universo infantil. Crianças e pré-adolescentes precisam de amigos, relacionamentos reais, escola, esportes, livros, brinquedos e atividades divertidas.

Faço minhas as palavras da doutora em Psicologia da UNICAMP, Adriana Ramos: “As crianças ainda não possuem recursos cognitivos que permitam se defender, até os 12 anos de idade. Elas não têm capacidade de distinguir entre o que é bom ou ruim. Dessa forma, as redes sociais são o lugar perfeito para serem ludibriadas, pois ainda não tem a mesma capacidade de compreensão da realidade como um adulto, e ficam expostas as informações e pessoas que circulam na rede”, alerta.

O absurdo beira o ridículo, as crianças brasileiras são as que entram mais cedo em redes sociais – com a idade média de nove anos – de acordo com uma pesquisa feita pela empresa de segurança Trend Microem em sete países. O estudo “Internet Safety for Kids & Families” (Segurança de Internet para Crianças & Famílias), aponta também que os pais brasileiros são os menos rígidos.
A idade média mundial em que as crianças entram nas redes sociais é de 12 anos, fato curioso porque o Facebook, um dos sites citados na pesquisa, estipula a idade mínima de 13 anos para a criação de um perfil. Enquanto no Brasil as crianças começam a usar esses sites por volta dos 9, na Índia isso ocorre numa idade próxima aos 14 anos.

 Vale lembrar que sou super a favor da tecnologia educacional. O computador e a internet são altamente positivos se usados de forma correta e como instrumento de conhecimento e diversão.
A internet é uma grande praça pública. E como em todos os locais  públicos, há pessoas de todos os tipos, raças e de diversos tipos de opiniões.
O objetivo é permitir apenas a entrada de pessoas que, mesmo ainda muito jovens, já sejam capazes de separar o certo do errado e fazer escolhas baseadas nos seus valores.
E principalmente: cumprir regras.
Com a consciência de que o perigo é eminente e estamos falando de indivíduos em formação.

“Amadureça os tomates antes da hora e verás as consequências na degustação”.

Se você acredita que há uma criança menor de 13 anos usando o Facebook, use este formulário para fazer uma denúncia.

https://m.facebook.com/help/contact/209046679279097

Redesocial #facebook #instagram #googleplus #orkut #redesocialnaoelugardecrianca #mentira #conivente #criancanainternet #internet #criancaetecologia #naoaceitocriancasnofacebook #idademinima13anos #13anoseaidadepararedesocia l#amoranaoeframboesa

http://www.abril.com.br/noticias/tecnologia/michelle-obama-reprova-criancas-facebook-1680675.shtml

http://epoca.globo.com/vida/experiencias-digitais/noticia/2015/10/rede-social-nao-e-lugar-para-crianca.html

http://tecnologia.uol.com.br/ultimas-noticias/redacao/2011/10/25/com-media-de-9-anos-brasileiros-sao-os-mais-jovens-no-mundo-a-entrar-nas-redes-sociais.jhtm

http://veja.abril.com.br/tecnologia/criancas-sao-expostas-em-redes-sociais/