Diversosenem

Cada vez mais desacreditada no sistema educacional falido brasileiro.

Um exame nacional recheado de questões com fortes tons ideológicos e viés político à esquerda.

Uma das questões que mais gerou revolta usava um trecho da crônica “Vó, a senhora é lésbica?”, e uma outra sobre o dialeto dos homossexuais, denominado Pajubá.

Os grandes autores da nossa língua portuguesa devem ter se revirado no caixão! Afinal, é isso o que realmente deveriam cobrar em uma prova nacional de ensino?

O sistema está falido. Todos sabemos. A maioria dos jovens mal interpreta texto… não tem noções básicas de história, geografia e a matemática está uma lástima! Confunde a localização de estados no mapa do Brasil, e balbucia o próprio hino nacional!

Como bem colocou o professor Rodrigo Gurgel em 2015: “O Enem não é um exame, não é uma prova. Não… É um exercício de submissão ideológica. É o primeiro exercicio de submissão ideológica antes da entrada na universidade, onde a submissão ideológica se complementará. O governo quer apenas que o estudante concorde com a ideologia que o próprio governo defende, esina e estimula. Se isso não é uma forma de totalitarismo, então o que é?”.

Com base na reflexão de Gurgel, Luis Vilar ainda afirma: “Se você não concorda, és um retrógrado, ora bolas. É que o Enem é o previsível fruto de um ambiente de decadência intelectual. O Ensino Médio se voltou a ele reduzindo a grade curricular da maneira mais tacanha possível. Tudo virou conteúdo mastigado: o resumo do resumo cujo principal fica de fora. Tudo é feito pra dar errado. Esta é a sensação que fica. No fim, é como fazer um bolo de qualquer jeito porque o que vale mesmo é a cereja. O Enem não é doutrinador. Uma prova por si só não tem competência para isso. Ele é o coroar de um sistema falido, onde pouco do verdadeiro conhecimento universal produzido é aproveitado por conta do julgo progressista ideológco que tomou toda cadeia educacional”.

Sem boas notícias para o país tupiniquim! Infelizmente estamos entre últimos classificados no ranking educacional do PISA (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes,na sigla em inglês). Os dados apontam que o Brasil está muito aquém das grandes potências educacionais. 
Em 2016, a prova feita em 70 países; o Brasil ficou na 63ª posição em ciências, na 59ª em leitura e na 66ª colocação em matemática.

A conclusão da equipe é que os nossos alunos não estão aprendendo conhecimentos básicos e fundamentais para que possam exercer plenamente sua cidadania enquanto jovens. Sem educação de qualidade, deixamos de aproveitar nossas potencialidades como país, e os talentos individuais do brasileiro.

Resumo da ópera:
Onde fica a cordinha do ônibus
 🚌?
Eu preciso descer e só voltar no dia 1° de janeiro.
🇧🇷

Texto excelentes sobre o tema:

https://www.tercalivre.com.br/o-enem-lacrou-eis-a-cereja-d…/

https://www.gazetadopovo.com.br/…/enemtemdesequilibri…/ampgp

#educacaodequalidadeja
#escolamilitareuapoio
#escolasempartidoeuapoio
#educacaodequalidadeparatodos
#professoresbemremunerados
#enem2018